The Deuce – 1º Temporada

Um olhar urbano sobre os anos 70

A mais nova série de David Simon (criador de The Wire) acaba de finalizar sua primeira temporada na HBO. Trazendo um olhar sujo e urbanizado para as ruas e noites de Nova York, a série abordar a ascensão da indústria pornográfica ocorrida entre os anos 70 e 80.

Possuindo como maior triunfo os seus personagens de profissões e dramas pouco ortodoxos, abordados sem medo ou discriminação, entre eles prostitutas, cafetões e donos de bar. A série foca nos irmãos Frankie e Vincent Martinos (ambos interpretados por James Franco), um deles gerente de bar e o outro um viciado em jogos, que recebem uma proposta do mafioso Rudy Pipilo (Michael Rispoli) de abrir o seu próprio negócio ilícito. Enquanto isso, nas ruas do Deuce, a prostituta Candy (Maggie Gyllenhaal) após ser agredida por um cliente, acaba sendo atraída pela indústria de filmes pornôs, por representar um ambiente mais seguro e um mercado pouco explorado que vem crescendo ao decorrer de poucos meses.

A história da série retrata de modo explicito o cotidiano destes personagens, com um desenvolver lento e gradual, abordando seus dramas de modo circunstancial ao invés de focar diretamente em seus personagens (talvez este seja o seu maior pecado). Entretanto, esta decisão não prejudica o desenvolvimento da série, nem o modo como os personagens são mostrados, no fim fica claro o caminho em que a trama se direciona. Trazendo também ao decorrer de seus episódios um show de representatividade, abordando sem medo todos os temas que escolheu para si.

O visual da série se torna seu ponto de maior destaque, responsável por criar uma atmosfera única daquele microuniverso cotidiano, explicitando os anos 70 nas vestes dos personagens, cortes de cabelo e músicas. Durante a noite, remete filmes como Taxi Driver, (1976) representando a “sujeira”, dita na fala do personagem Travis Bickle de Robert De Niro, de modo mais íntimo e comum.

Seu maior triunfo (como fora dito anteriormente) é seus personagens, cada ator e atriz extremamente confortável e uma trama que sabe como aproveitá-los, embora seja uma temporada pequena (apenas 8 episódios) e possua um número bem alto de personagens, nenhum deles é negligenciado na trama. Entre ótimas atuações destaca-se a de Maggie Gyllenhaal, dando vida a prostituta Eileen “Candy” Merell, esta atriz indicada ao Oscar traz brilhantismo e notoriedade a história comumente abordada na série.

Assim como grandes séries como Breaking Bad e How I Meet Your Mother, The Deuce nasceu com um seu fim programado. Originalmente criada para possuir apenas três temporadas, esta primeira deixa claro o quão curto a história. Entretanto, embora a história possua um desenvolver lento e algumas cenas desnecessárias, ela não se torna desinteressante e nem forçada.

The Deuce não será o próximo grande sucesso da HBO, mas isso não retira o mérito da série, que embora não seja perfeita, possui uma qualidade digna de sua emissora.

 

The Deuce
Título Original: The Deuce
Ano: 2017
Episódios: 8
Canal: HBO
Nacionalidade: EUA
Gênero: Drama
Elenco: Kevin Breznahan, James Franco, Maggie Gellenhaal

 

Gabriel Lucas

Gabriel Lucas

Excêntrico estudante do Ensino Médio, um fã devoto de Game Of Thrones e Breaking Bad, que prefere abertamente a DC, um completo fanático por Watchmen e O Senhor dos Anéis, e admirador dos trabalhos de Woody Allen, Alejandro González Iñárritu e Stanley Kubrick.
Gabriel Lucas

Últimos posts por Gabriel Lucas (exibir todos)

Compartilhe!

Gabriel Lucas

Excêntrico estudante do Ensino Médio, um fã devoto de Game Of Thrones e Breaking Bad, que prefere abertamente a DC, um completo fanático por Watchmen e O Senhor dos Anéis, e admirador dos trabalhos de Woody Allen, Alejandro González Iñárritu e Stanley Kubrick.