A Representação Feminina no Mundo dos Animes e Mangás

“Nós precisamos encontrar nossa própria inspiração. As vezes isso não é fácil”. Kiki – Kiki’s Delivery Service

   

Animes e mangás em geral utilizam a imagem da mulher das formas mais variadas possíveis, trilhando por modalidades que vão do gênero infantil até o adulto. A imagem masculina também é explorada sob diversas égides, no entanto, o perfil feminino é usado com finalidades muito mais específicas e problemáticas que vão muito além da classificação de público alvo. Avaliemos tais representações em algumas subcategorias desta cultura.

Observando o gênero shonen, que é frequentemente campeão nas listas dos mais lidos ou assistidos, podemos observar personagens femininas excessivamente inocentes e erotizadas. A título de exemplificação, podemos ver em Bleach a figura de Orihime Inoue, personagem muito gentil e amorosa, mas que transmite a ideia casta e tem seu corpo exposto com bastante facilidade. Em contraponto a isso, temos personagens como Erza Scarlet de Fairy Tail, bastante forte e segura de si mesma, porém, utiliza armaduras que pouco têm relação com sua segurança, e sim com a exibição de detalhes do seu corpo. Corpo este, que em sua maior parte dos mangá shonen é representado de forma objetificada, em patamares que passam até o da linha da estranheza, como é o caso de Queens Blade, animação composta por um elenco feminino e altamente sexualizado.

O gênero hárem, bastante consolidado na cultura otaku, procura sempre ressaltar a figura de um homem ou um rapaz cercado de moças interessadas em sua pessoa. De clássicos como Tenchi Muyu, Love Hina e, em muitos aspectos, até mesmo Neon Genesis Evangelion indo de encontra até os mais modernos como High School DxD e To Love Ru, a fórmula permanece a mesma. Papéis tolos, desequilibrados, eróticos ou excessivamente ingênuos, esta é a representação dada à boa parte das personagens mulheres nesta vertente.

Berserk, ícone da cultura seinen é um poço de imagens fortes e gratuitas explicitando cenas de estupro e violência verbal contra mulheres, que podem até estar ligadas a um contexto sociocultural que o mangá procura retratar, ou seja, o mundo medieval, porém, ao mesmo tempo levam a ideia de questionamento: esta abordagem é realmente necessária? Na idade média o senso de igualdade e

respeito entre os gêneros era algo impensável, no entanto, a ideia nesta obra está longe de ser uma representação fidedigna deste período, afinal, até onde se sabe os monstros enfrentados por Guts nunca existiram de fato.

 

Em contraste a isso podemos ver certas personagens que ficam alheias a este padrão, como é o caso de Nina Fortner em Monster, uma jovem com personalidade forte e que para demonstrar realce a sua pessoa utiliza apenas a sua inteligência em detrimento a outros atributos supérfluos citados anteriormente. Clare, protagonista em Claymore, que é forte e possui uma armadura destinada apenas à sua proteção entra neste quesito. Outro bom exemplo é Nana Osaki de Nana, que é uma protagonista com autoconfiança, possuidora de um senso de humor ácido, é resolvida e confiante que conseguirá alcançar seus objetivos como cantora de uma banda punk.

É sabido que gêneros como shoujo são mais bem aceitos pelo público feminino, porém, cada vez mais os gostos têm se universalizado para outros gêneros. Logo, a linha que separa os ditames do politicamente correto e uma melhor representação feminina em outros contextos que não seja os clássicos a esse público é bem fina, já que a falta de representatividade honesta e digna acaba por dificultar uma melhor inclusão do público feminino neste meio tão divertido e magnifico que é dos mangás e animes.

Erick Silva

Erick Silva

Vegetariano, apaixonado por leitura e colecionador de palavras. É formado nas humanidades da História, mas que hoje busca desenvolver sistemas.
Erick Silva

Últimos posts por Erick Silva (exibir todos)

Compartilhe!

Erick Silva

Vegetariano, apaixonado por leitura e colecionador de palavras. É formado nas humanidades da História, mas que hoje busca desenvolver sistemas.