Batman – A Queda do Morcego

Implore por clemência. Grite meu nome!

Em 1993, foi lançada a saga, A Queda do Morcego, no momento em que a indústria dos quadrinhos não andava muito bem das pernas, com uma grande crise de vendas. Então, neste momento na década de 90 a DC decidiu provocar algumas mudança nas suas revistas, tais como, a morte do Superman, o Lanterna Verde virando vilão, o Aquaman se tornando amargo por ter sua mão amputada, e o vigilante da noite em uma cadeira de rodas. A obra é dividida em 114 capítulos, lançados entre os anos de 1993 a 1994.

A queda do Morcego, um evento multi série, que abrangeu diversos quadrinhos da marca Batman (Batman, A sombra do Batman, Detetive Comic, Robin, dentre outras), tem o seu ínicio na revista Azrael, tendo ele Jean Paul Valley recebido a incumbência de ser o novo Anjo Vingador da Ordem de São Dumas. A história continua com o desenvolvimento da origem do Bane, aquele que quebraria Batman, o desenrolar da criação de Bane é genial onde vivia preso em Santa Prisca, desde o seu nascimento por conta do seu pai ter sido um homem que desafiou o governo local. Na prisão Bane tem um sonho, meio que profético, onde se vê derrotando uma criatura da escuridão, um grande Morcego.

Bane chega então a Gotham depois da fuga da prisão para ser o novo da cidade, ou seja, tomá-la das mãos dos criminosos, para chamar atenção de Batman e cansá-lo Bane provoca uma fuga dos maiores psicóticos que estavam no Asilo Arkham. Bom daí pra frente, o Cavaleiro das Trevas incansavelmente vai em busca de prender novamente todos os grandes vilões, Coringa, Espantalho, Vaga-Lume, etc. É neste momento que acontece o ápice da saga, Batman estava por muito tempo sem descansar, quando é abordado dentro de sua residência por Bane, onde acontece luta entre os dois e por fim seu rival o quebra.

“Eu poderia acabar com sua vida, mas isso acabaria com sua agonia e a sua vergonha. Em vez disso, vou simplesmente quebrar você!” Bane.

Bem, neste momento da história, Bruce Wayne encontra-se em recuperação e passa o seu manto para Jean Paul Valley, e Robin fica ao encargo de auxiliá-lo na tarefa de vigilante da noite. Não entrarei em muitos detalhes nesta parte da história, que é chamada A Cruzada, pelo fato da saga dar uma caída, Jean sendo o novo Batman começa a fazer alguns upgrades em seu uniforme, dando uma característica mais sombria e tenebrosa para o Cavaleiro das Trevas. Valley se tornar um Batman diferente a intenção dele é de derrubar o criminoso para que ele não volte mais a cometer crime, este tipo de atitude começa a ser discutida pela sociedade.

Outro ponto alto da saga é o Retorno do Morcego, Bruce volta a andar e vai de encontro a Lady Shiva para que ela o treine e volte a forma máxima do seu poder. Neste momento, Sr. Wayne confronta os sete Mestres por conta de um embuste criado por Shiva. Ao derrotar todos os mestres, Bruce Wayne vai de encontro a Azrael para readquiri o seu manto e tentar apagar a mancha que Jean Paul Valley colocou na história de Batman por ter sido um carrasco cruel.

Há momentos que você tem vontade de parar de ler a saga por ter momentos cansativos é um dos pontos negativos da série, que poderia ter sido reduzida em alguns momentos. Há uma história extremamente desnecessária, onde os internos de Blackgate jogam baseball contras os vilões de Asilo Arkham. A leitura da saga é válida por conta do embate de Bane versus Batman e o seu retorno ao manto, dois momentos que são os ápices/clímax da história. O que nos cabe é aguardar uma animação dos pontos alto desta história.

Batman – A Queda do Morcego
Título Original: Batman – Knightfall
Ano: 1993 – 1994
Autor: diversos
Ilustração: diversos
Nacionalidade: EUA

Clovis

Clovis

Apaixonado por livros, séries e de uma boa história seja ela em quadrinhos ou em games, e ouvinte de um bom rock.
Clovis

Últimos posts por Clovis (exibir todos)

Compartilhe!

Clovis

Apaixonado por livros, séries e de uma boa história seja ela em quadrinhos ou em games, e ouvinte de um bom rock.